Página Inicial
Brasília, 15 de dezembro de 2018


     Bacia Hidrográfica do Rio Paranoá

       A bacia hidrográfica do rio Paranoá está situada na porção central do Distrito Federal, sendo a que apresenta maior concentração populacional, pois aí se localizam quase inteiramente as regiões administrativas de Brasília, Lago Norte, Lago Sul, Núcleo Bandeirante, Riacho Fundo, Candangolândia, Cruzeiro e Guará, além de parte da RA de Taguatinga. É responsável por drenar uma área de cerca de 1004,7 km² dentro do Distrito Federal, sendo a única que está totalmente inserida no Distrito Federal.

       Ressalta-se, que no âmbito do PGIRH, adotou-se a delimitação até o exutório da bacia, embora a delimitação largamente utilizada corresponda ao eixo da barragem do lago Paranoá, procedimento não usual do ponto de vista hidrológico. Dessa forma, quando se fala em bacia hidrográfica do rio Paranoá está inclusa a área a montante do lago bem como, a área de contribuição a jusante até o rio São Bartolomeu.

       A bacia do rio Paranoá apresenta cerca de 30% de suas área ocupada por núcleos com características urbanas, 26% por formação savânica e 25% por formação campestre. Cerca de 5% da superfície da bacia são ocupados por corpos de água (Golder e Fahma, 2004).

       Entre os principais cursos de água destacam-se o riacho Fundo e os ribeirões do Gama, Bananal, Torto e Cabeça de Veado. Em 1961, o represamento das águas desses cursos de água deu origem ao lago Paranoá, inundando terrenos situados abaixo de 1000 m de altitude em relação ao nível do mar. A criação desse lago teve como objetivos amenizar as condições climáticas da região do Distrito Federal, permitir a geração de energia elétrica, além de propiciar opções de lazer à população.

       O volume de água acumulado é de aproximadamente 510 milhões de m³ e a superfície de seu espelho de água perfaz 38 km² (Campana et al., 1998). O lago Paranoá apresenta uma profundidade máxima de 40 m e média igual a 13m. A Usina Hidrelétrica do Paranoá se aproveita deste desnível, abastecendo parcialmente Brasília com um potencial gerador de 30 MW, principalmente no horário de pico.

       Além do lago Paranoá, nessa bacia se localiza o lago Santa Maria, formado pelo barramento do ribeirão que lhe dá nome, a montante da confluência com o ribeirão Três Barras. Dentre os tributários do lago Santa Maria se destacam os córregos Santa Maria, Vargem Grande e Milho Cozido. Esse lago é o principal responsável pelo abastecimento de água do Plano-Piloto, sendo que sua área de contribuição, de 101 km², está quase toda inserida no Parque Nacional de Brasília. O nível de água normal de operação é 1072 m. O volume total de armazenamento é de 58,45 milhões de metros cúbicos, enquanto o volume útil do reservatório é de 45,7 milhões de metros cúbicos, e a vazão regularizada recomendada para o reservatório corresponde a 1,26 m³/s (Campana et al., 1998).

Relação de Bacias

- Bacia Hidrográfica do Rio Paranoá
- Bacia Hidrográfica do Rio Descoberto
- Bacia Hidrográfica do Rio São   Bartolomeu
- Bacia hidrográfica do Rio São Marcos
- Bacia hidrográfica do Rio Corumbá
 
Copyright © 2009 Todos os Direitos reservados - Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Paranoá
Secretaria Geral do Comitê - SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543 (A/C Patrícia Valls – CODEM)
Brasília - DF - (61) 3214-5652 - cbhparanoa@gmail.com